Animais místicos: Conheça a majestosa beleza dos gatos Maine Coon

Portal Raízes

A maior raça de gatos domésticos do mundo, Maine Coon, apresentada pela lente do fotógrafo Robert Sijka. Basicamente, esses gatos são a coisa mais próxima de um lince com a qual você pode compartilhar uma casa sem se preocupar com seu bem-estar.

Sijka sempre via gatos como animais majestosos, quase míticos, e agora criou uma maneira de compartilhar essa imagem com outras pessoas: “Minhas paixões são gatos e fotografia, e tento combinar as duas da melhor maneira possível”, escreveu o fotógrafo em seu site.

Ele foi inspirado por “uma foto de Dolce Vita e De La Loo, dois dos Maine Coons pretos mais majestosos… eles foram lindamente retratados em um fundo preto liso”, disse Robert em Cat Behaviorist . E desde então, ele se dedicou a criar esses retratos impressionantes.

Maine Coon é uma raça de gato americana. É considerada a raça de pelo mais antiga, além de ser a maior de todas as raças de gato do mundo.

Fonte: Bored Panda, traduzido e adaptado por Portal Raízes

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você.

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.