A onda de frio que chegou ao Brasil na última semana começa a perder força nesta segunda-feira, 23. A tempestade subtropical Yakecan se deslocou para o alto-mar e pressão polar que estava no Sul está se dissipando, o que permitirá a elevação gradual da temperatura.

Os amantes do frio podem esperar, pois até a primeira quinzena de junho terá mais uma onda de frio, que promete ser tão intensa quanto a dos últimos dias.

De acordo com o site Clima Tempo em uma previsão estendida, o que pode gerar imprecisões, os modelos meteorológicos indicam que “em meados de junho, há previsão para a chegada de uma nova massa de ar polar”. O site informa ainda que até o final de maio os dias seguem o dentro da normalidade de outono, a previsão é de temperaturas agradáveis também para a região Sul.

Olívio Bahia, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), disse que “periodicamente, em algum momento, você tem uma entrada de ar frio, como foi o caso agora, parece que a estação fria mesmo começou mais cedo, o que a gente chama de variabilidade anual”.

Frio e chuva em ano de La Niña

O Fenômeno La Niña, que havia perdido força em fevereiro e março de 2022, voltou a se intensificar em maio com o deslocamento de águas mais frias das camadas mais profundas do Oceano Pacífico em direção à superfície na faixa tropical. Esse resfriamento fez com que o fenômeno em curso se mantivesse na classificação de fraca, já no limite da moderada, indicando que poderá persistir por mais alguns meses. É o que apontam algumas previsões de instituições especializadas.

Contudo, há divergências quanto ao seu prolongamento. Alguns modelos indicam que a La Niña deve atuar durante todo o inverno do hemisfério sul, outros indicam a possibilidade de se estender até o final de 2022 e há, até mesmo, aqueles que preveem La Niña até início de 2023, considerando, é claro, que previsões do tempo, quanto mais distantes, menos precisas são.

A Defesa Civil alerta que é preciso atenção redobrada para evitar acidentes e cuidar da saúde. Por isso, elencou algumas orientações que podem ser seguidas neste período:

  • Tenha especial atenção com crianças, idosos e pessoas doentes
  • Mantenha-se agasalhado
  • Proteja as extremidades do corpo, usando toucas e luvas
  • Beba bastante líquido
  • Evite manter os ambientes muito fechados
  • Deixe sua casa e local de trabalho limpos e arejados
  • Previna-se contra doenças respiratórias
  • Procure agasalhar seu animal de estimação
  • Abrigue os animais do vento e forre, adequadamente, o local onde eles dormem
  • Seja solidário: doe agasalhos e cobertores para quem precisa
  • Carregue, se possível, doações material no carro e, encontrando alguém em situação de vulnerabilidade, faça a sua parte
  • Se precisar permanecer ao ar livre, proteja-se do vento
  • Em caso de necessidade, acione os serviços de emergência

Aproveitando a oportunidade, que tal doar agasalhos? Procure um CRAS ou Secretária de Ação Social mais próximas de sua casa e leve agasalhos e cobertores.

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.