Criança não é adulto em miniatura. Criança não namora. Nem de brincadeirinha. Criança é criança e tem fazer coisas de criança. Toda criança pensa que está crescida o suficiente para lidar com as coisas adultas. Mas nenhuma criança deve ser encorajada a tentar a vida adulta antes de seu tempo.

A internet está cheia de ‘papeis de parede’ com fotos de crianças representando poses românticas, como se fossem adultos em atos amorosos. Entretanto, crianças namorando não é fofinho. Não os ajuda a ter relacionamentos melhores nem os prepara para a vida adulta. Fico totalmente louca sempre que adultos perguntam à minha filha: “Então, você tem namoradinho?”.

“Não”, ela diz, geralmente encolhendo os ombros. “Minha mãe não deixa”. Estou feliz por ser culpada pelo fato de que ela não pode namorar até que ela esteja no colégio. E quando chegar a hora, até mesmo esse limite será cuidadosamente revisado por esta mãe excessivamente desconfiada de qualquer garoto que esteja usando depois da barba.

Alguns me dizem que sou ingênua. Eles me dizem que as crianças farão o que quiserem, quando quiserem. Eles me dizem que cada criança amadurece de maneira diferente e que o que é certo para uma pode não ser certo para outra.

Embora possa haver alguma verdade nisso, não acredito que exista um único motivo pelo qual crianças do ensino fundamental ou médio devam se apegar a alguém, exceto sua família e amigos. Quer dizer, sério!?… já não há drama suficiente nessas séries?

Embora a pergunta: “Você tem namorado?” (ou namorada, conforme o caso) parece inocente o suficiente, está carregado de implicações. Diz a nossos filhos que algo está faltando. Eles nos ouvem dizer: “Você não é completo por conta própria.” E os encoraja a iniciar relacionamentos para os quais não estão absolutamente preparados.

Crianças não precisam namorar. Não precisam nem brincar de namoradinho. Crianças estão na fase de brincar. O tempo delas deve ser gasto com brincadeiras saudáveis com outras crianças. Elas não precisam olhar para um amiguinho pensando que ele vai ser namorado ou namorada dela. Elas nem entendem de verdade o que realmente significa namorar alguém.

A impressão que os adultos passam é que querem sempre que as crianças pulem etapas. Não conseguem respeitar o fluxo natural da vida de uma criança. É preciso fazer graça. É preciso achar um motivo para rir da criança. Adultos não devem incentivar crianças a terem interesses que não sejam de amizade com relação aos amiguinhos. Adultos não devem induzir uma relação precoce entre crianças. Mesmo porque, adultizar uma criança é uma maneira bem eficiente de destruí-la.

Da redação de Portal Raízes. Editado a partir do texto de Eileen Button, do original: A child doesn’t need a boyfriend or girlfriend to be complete. Traduzido e adaptado. As informações contidas neste artigo são apenas para fins reflexivos. Se você gostou, curta, compartilhe com os amigos, e não se esqueça de comentar. Siga o Portal Raízes também no FacebookYoutube e Instagram.

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.