Ela comemorou o aniversário de 113 anos e venceu a covid-19

Portal Raízes

A história dessa mulher é incrível, María Branyas, de 113 anos, já viu através do tempo vários momentos em que a terra chorou, passou por duas guerras mundiais, gripe espanhola, revolução digital e o fim da cortina de ferro, e como se já não fosse incrível viver por tudo isso, ainda sobreviveu ao novo coronavírus, a maior pandemia dos últimos 100 anos.

María nasceu em 1907, em São Francisco, nos Estados Unidos, e hoje vive em uma casa de repouso localizada em Olot, na Catalunha, na região nordeste da Espanha. A idosa que venceu a covid-19 brinca sobre ainda ter que lutar contra uma infecção urinária, “bem, com os pequenos inconvenientes que todo mundo pode ter”. Ela ainda aproveitou para agradecer os cuidadores de seu lar: “As pessoas aqui são muito amáveis, muito atenciosas”, contou.

Nas semanas em que permaneceu isolada em seu quarto, María se manteve “entediada e angustiada”, segundo sua filha Rosa Moret. O último dia em que a família pôde visitá-la foi exatamente o da festa de 113 anos, 4 de março, e desde então todo contato foi feito por telefone. “Agora que ela já está bem, está ótima, tem vontade de falar, de explicar, de fazer suas reflexões, voltou a ser ela”, diz a filha.

María é considerada a cidadã mais longeva da Espanha, e agora a mais longeva a superar a nova pandemia.

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você. Siga-nos também no Instagram e Youtube.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.