Em suas redes sociais, Fátima Bernardes revelou aos fãs que foi diagnosticada, nesta quarta-feira (2), com câncer de útero em estágio inicial.

A apresentadora do “Encontro” afirmou que vai passar por cirurgia, e que por isso vai se afastar por alguns dias do trabalho. Ela diz que o diagnóstico foi feito durante uma série de exames de rotina.

“Estou bem. Depois de uma série de exames de rotina, hoje recebi o diagnóstico de um câncer de útero em estágio inicial. Vou me afastar por uns dias do trabalho pra fazer a cirurgia. Como sempre usei minhas redes com total franqueza e verdade, preferi eu mesma passar essa informação para todos que me acompanham. Enquanto isso, aproveito o aconchego dos meus pais, filhos, do meu amor e dos amigos próximos. E já agradeço pelo carinho, pelas boas energias de todos aqui. Logo, logo estarei de volta para nossos encontros”.

“Você é mais forte do que pensa. Tudo será mais fácil do que imagina. Estamos juntos nessa, meu amor”, afirmou Túlio Gadelha, namorado de Bernardes, no Instagram.

Com 58 anos, a apresentadora e jornalista foi âncora do “Jornal Nacional” por 14 anos até 2012, quando assumiu o comando do “Encontro com Fátima Bernardes”, sempre fazendo parte do dia a dia dos brasileiros.

RECOMENDAMOS






Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.