A arte imita a vida e a vida imita a arte, os filmes e séries se tornaram um espelho onde podemos ver inúmeras histórias que se assemelham de alguma forma ao nosso cotidiano.

Quando se trata de trabalho, os relatos e representações possuem um leque gigante, pois cada pessoa pode ter histórias diferentes sobre um ambiente de trabalho difícil ou estressante.

No começo do filme ou série a resposta parece simples, desista e procure outro emprego, mas todos sabemos que há momentos na vida em que nos esforçamos para suportar algum  tipo de dificuldade para um bem maior.

Por isso, confira 6 títulos que lhe ensinarão como lidar com um trabalho tóxico.

Um senhor estagiário 

Uma comédia romântica do ano de 2015 com a participação de grandes estrelas do cinema como Robert de Niro, Annie Hathaway e René Russo.

A trama é baseada na vida de Ben, um viúvo aposentado de 70 anos que quer voltar ao trabalho simplesmente para sair da rotina. Ele logo descobre que encontrar um emprego em uma idade tão avançada é quase impossível.

Para sua sorte, ela encontra uma empresa de moda na internet que está solicitando estagiários seniores para incluir essas pessoas de volta ao mercado de trabalho. Ben consegue o emprego, mas logo percebe que o ambiente não é o que ele esperava e ele terá que lidar com um chefe obcecado pelo trabalho que constantemente questiona se ele é o ideal para o trabalho.

(Disponível na Amazon Prime Vídeo)

O Diabo Veste Prada

O longa estrelado por Anne Hathaway, mostra o impacto que o novo trabalho na redação de uma revista de moda tem na vida pessoal de sua personagem, Andrea. E não estamos nos referindo ao comportamento machista de seu namorado por não ter a atenção que gostaria, mas sim o quanto aquele ambiente tóxico a deixava mal consigo mesma.

Assim como em “O Diabo Veste Prada”, há vários ambientes de trabalho desrespeitosos e nada saudáveis, que exigem além do que o funcionário pode e deve dar. No fim, Andrea percebe isso. Apesar de trabalhar com o que gosta, ela faz a primeira escolha pensando em si mesma. 

A procura da felicidade

Um dos melhores filmes interpretados pelo incomparável Will Smith, na companhia de um Jaden muito jovem formando um relacionamento de pai e filho dentro e fora da tela.

Neste filme, os problemas de falir, ser abandonado pelo parceiro e ter que sustentar um filho sem lar são mostrados da forma mais crua. Ao longo da trama, o protagonista faz o possível para criar o filho apesar das dificuldades que passa, inclusive aceitando trabalhos abusivos, mal pagos e tóxicos.

Ao mesmo tempo em que se candidata com dezenas de outros candidatos a uma posição em uma empresa de prestígio que concederá apenas uma vaga.

As telefonistas

Em 1929, quatro mulheres vêm de diferentes partes da Espanha para trabalhar como “garotas do cabo” (operadoras de telefonia) em uma empresa em Madri que vai revolucionar o mundo das telecomunicações. No único lugar que representa progresso e modernidade para as mulheres da época, elas aprendem a lidar com inveja e traição, enquanto lutam em busca do sucesso.

Sex Education

Uma das personagens favoritas deste seriado é a Emily Sands, uma das melhores professoras do colégio. Moordale sempre teve seus agressores valentões ao longo dos anos, o que inclui até mesmo os diretores, que viviam abusando de seu poder. Ainda assim, Emily ajudou seus alunos a enfrentar os agressores e não ter medo deles, tendo ela mesma que encarar seus medos.

The Office

Com 9 temporadas, 201 episódios e uma trama de primeira, “The Office” se tornou uma das séries mais assistidas nos Estados Unidos. Apresentando Steve Carell e muitos outros comediantes, eles entretiveram o público de 2005 a 2013, quando a série icônica chegou ao fim.

Este, sem dúvida, é um ambiente de trabalho divertido graças ao enredo cômico com o qual é pintado.

Mas você tem que aceitar que trabalhar neste escritório pode ser caótico graças às constantes brigas entre funcionários, chefes incompetentes e todos os tipos de problemas que o tornam um ambiente tóxico.

É hora de rir, chorar, se emocionar e se identificar totalmente com qualquer um desses filmes e séries sobre ambientes de trabalho de pesadelo.

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.