Idoso chora porque seus filhos lhe exigem repartir sua herança em vida. Ele acabou de perder sua esposa

Portal Raízes

O senhor Segundino Castro Mercedes, chorava desesperadamente na rua porque seus filhos o pressionavam para distribuir sua herança antes de morrer. O choro desconsolado do homem de 78 anos chocou e mexeu com todos nas redes sociais.

Há sete meses o Segundino perdeu a mulher e um de seus filhos, eram as duas pessoas que mais o ajudavam, e agora vive em profunda tristeza. A triste e infeliz cena ocorreu na cidade de Huamachuco, em La Libertad, norte do Peru, e foi divulgada pelo canal Antena 9 no facebook.

“Eles são meus filhos, eu sei que eles têm o direito, mas… eu não aguento mais. Eu disse a eles que vou dar, mas que pelo menos esperem este ano passar pela pandemia”, disse Segundino Castro Mercedes, sentado na calçada, entre lágrimas.

Atualmente, o idoso vende ovos na rua e assim consegue cobrir suas despesas em meio à pandemia. Ele precisa sair e oferecer seus produtos para sobreviver durante esta difícil situação global e pessoal, e o pouco que conquistou com sua falecida esposa, um terreno, irá dividir entre os filhos. Veja a matéria na íntegra no vídeo abaixo (em espanhol):

Leia também:

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.