Idoso pede que parentes não o visitem, “Amo todos, mas só depois”

Portal Raízes

Algumas pessoas que são contra as medidas de isolamento, não respeitam mesmo as recomendações e saem para fazer visitar, passear… como se todos pensassem como elas.

Mas, o senhor Lincoln Miranda de 65 anos, morador da região de Bela Vista de Goiás, precisou recorrer fazer um apelo mais intimista para que as pessoas saibam que visitas não são bem vindas, nesse momento de pandemia. Lincoln explicou que a mensagem na parede fez-se necessária, pois parentes, amigos e conhecidos, insistiam em frequentar sua casa, sabendo de antemão que ele, e a sua mãe de 87 anos, são do grupo de risco.

“Não recebemos visitas de ninguém, principalmente de parentes. Amo todos, mas só depois da pandemia” escreveu Lincoln, e depois comentou na reportagem de um jornal local: “Os parentes e os vizinhos não paravam de vir aqui em casa, todo dia, e não adiantava você falar. O pessoal não tem ‘desconfiômetro’ e continuava vindo. Aí, tive a ideia de fazer aquele ‘escândalo’ na porta de casa para ver se as pessoas desconfiam, e esperam acabar a pandemia para voltarem a fazer visitas”.

O idoso afirmou que a mensagem funcionou e que desde então não recebeu mais visitas. “Se alguém resolver entrar é porque não tem nenhuma vergonha na cara mesmo, e total ignorância sobre a doença. As pessoas não têm noção do que é a pandemia”, contou.

O estado de Goiás contabiliza mais de 13 mil casos e 264 mortes por Covid-19 até a data da publicação desta matéria.

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar. Isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você. Siga-nos também no Instagram e Youtube.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.