‘Achei que a gente fosse se separar’, diz Lázaro Ramos sobre quarentena com Taís

Portal Raízes

Um dos casais mais queridos da atualidade, Taís Araújo e Lázaro Ramos formam uma bela família. Eles nunca foram do tipo que escondem e maquiam todos os defeitos do casamento, e durante esse período de pandemia, como muitos casais, eles sofreram com os desafios de trabalhar juntos, cuidar da casa, dos filhos e o convívio em isolamento.

“O estresse foi grande. A gente quebrou muito pau. Nunca administramos tanta coisa juntos. Achei que a gente fosse se separar. Não era pela quarentena, era trabalhar na quarentena”, explicou o ator ao programa Além da Conta: Novo (A)Normal, do GNT.

Em entrevista à Ingrid Guimarães, ele contou que o casal gosta de trabalhar juntos, porém houve muito estresse para a produção da série Amor & Sorte, da Globo. “A gente adora trabalhar junto e fez um seriado para a Globo aqui em casa. Só que a gente operava câmera e montava luz com os técnicos orientando remotamente”.

Depois de tantos perrengues, Lázaro afirmou que ele e Taís já superaram esses desafios que afetaram a convivência do casal. “Eu entendi que, agora, não largo dela por mais nada. Porque se passou da quarentena, se passou das brigas da quarentena, se ainda tem o tesãozinho de vez em quando… Agora não largo mais”, brincou.

Os atores estão casados há 15 anos, e têm dois filhos, João Vicente, de oito anos, e Maria Antônia, cinco anos.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.