Menino de 8 anos raspa cabelo de médico após passar por cirurgia para retirar tumor no cérebro

Portal Raízes

Não existe nada mais lindo do que a habilidade de demonstrar empatia e carinho por outra pessoa. No caso de Pedro, 8 anos, foi seu médico que lhe deu essa prova de carinho, deixando que ele raspasse seu cabelo para ficarem iguais, depois de uma cirurgia para a retirada de um tumor no cérebro no Hospital do Mandaqui, na Zona Norte de São Paulo. O neurocirurgião Caio Nuto França, de 28 anos, prometeu que também cortaria o cabelo caso a criança tivesse que ficar careca para realizar o procedimento.

A cena foi registrada pelo próprio médico que operou a criança e postou em suas redes sociais. O vídeo viralizou, provocando uma série de comentários de esperança e demonstrações de empatia. Nas imagens é possível ver o menino aos risos passando uma máquina no cabelo do médico.

Em outro vídeo, o médico pede que Pedro desenhe com uma canetinha o trajeto da cicatriz que a cirurgia para retirada do tumor deixou na cabeça do menino. “Pedrão, vou ficar igual a você. Vai, pinta de novo. Caramba, Pedrão, você fez a cicatriz melhor que o neurocirurgião, mostra a tua”, disse Caio.

Pedro, então, responde aos risos: “Acho que nós dois está (sic) ferrado”.

A aposta virou diversão para outro garotinho, o Nicolas, que também estava no hospital e aproveitou para cortar o cabelo do médico.

O médico disse ao G1 que o menino passou por dez cirurgias antes do último procedimento. E que desde sua primeira internação, Pedro ensinou muito sobre força e superação, e assim criaram esse lindo laço de amizade.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.