Morre aos 95 anos a criadora do ratinho Topo Gigio

Portal Raízes

Morreu nesta quinta-feira (7), aos 95 anos de idade, a produtora e roteirista de TV italiana Maria Perego, uma das criadoras do personagem “Topo Gigio”. O falecimento foi anunciado por seu procurador, Alessandro Rossi. “Ocorreu tudo de repente. Até ontem [6] à noite, ela trabalhava em mil projetos, mas me ligaram de sua casa em Milão no início desta tarde, dizendo que ela havia se sentido mal.

Chamaram a ambulância, mas ela foi embora primeiro”, contou Rossi à ANSA.
O procurador trabalhava com Perego havia 25 anos e a enxergava “como uma mãe”. “Estou triste por não ter conseguido me despedir”, acrescentou.

Perego construiu uma sólida trajetória como roteirista de TV na Itália, mas sua carreira explodiria apenas em 1959, quando, ao lado do marido, Federico Caldura, quando criaram “Topo Gigio”, o inocente ratinho bochechudo e de orelhas grandes que conquistou crianças no mundo inteiro. Dublado no início pelo cantor Domenico Modugno e depois pelo ator Peppino Mazzullo, o personagem é presença constante na TV italiana desde então – seu atual intérprete é Leo Valli.

Sucesso desde o primeiro episódio

Desde seu primeiro episódio na televisão, ele foi um sucesso total, mas não tinha apoio em seu país de nascimento, então decidiu atravessar as fronteiras. Ele chegou ao México nos anos 70 e faz parte de várias gerações que dormiam com a música “A la bed, a bed” enquanto a tela ficava preta. Mas não apenas neste país latino-americano ele era bastante amado, nos Estados Unidos ele era especialmente amado em Nova York.

Todos que viram Topo Giggio na televisão amavam-lhe. Ele era realmente um animal engraçado e espirituoso que esperávamos ver todas as tardes. Em entrevista para Le ragazze, Perego falou de sua criação:

“Topo Gigio é um personagem ingênuo, mas com seu otimismo ele tenta justificar, inventar, entrar e levar à fantasia e ao absurdo. Está sempre no equilíbrio entre fantasia e realidade”. disse Maria Perego

Com as informações de: Uol; G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.