‘O certo requer coragem’, desabafa Calabresa após acusações contra Melhem

Portal Raízes

Marcius Melhem, ex-diretor da Globo responsável pelo departamento de humor da emissora, foi acusado de assédio sexual no fim do ano passado pela atriz Dani Calabresa. Anteriormente, outras mulheres já haviam procurado a direção para fazer denúncias, sem conhecimento público.

Em agosto, Melhem rompeu seu contrato com a Globo após 17 anos de casa sem maiores explicações sobre as acusações que circulavam na mídia. Neste sábado (24), a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, publicou uma entrevista com a advogada criminalista Mayra Cotta, representante das vítimas e testemunhas no processo de compliance, que provocou uma reviravolta no caso.

Na noite de sábado, Dani Calabresa veio a público se manifestar. Ela usou sua conta no Twitter para postar uma foto com a mensagem: “Os inícios só acontecem quando você arrisca. Vai sem medo e se o medo bater, vai mesmo assim.” E completou com a afirmação de que “fazer o certo requer coragem.” A postagem ganhou o suporte de anônimos e celebridades.

‘Ele tinha uma relação de poder’

Segundo relatos de Mayra Cotta, Melhem se valia de sua posição de chefe para constranger mulheres a se envolverem com ele, chegando a demiti-las ou colocá-las ‘na geladeira’ em casos de negativa.

“Houve um comportamento recorrente, de trancar mulheres em espaços e as tentar agarrar, contra a vontade delas. De insistir e ficar mandando mensagem inclusive de teor sexual para mulheres que ele decidia se iam ser escaladas ou não para trabalhar, se ia ter cena ou não para elas [nos programas de humor]. De prejudicar as carreiras de mulheres que o rejeitaram. De ficar obcecado, perseguindo mesmo. Foi um constrangimento sistemático e insistente, muito recorrente”, relatou a advogada à jornalista.

“Foram casos de assédio sexual mesmo. De mulheres falando não, não quero, me solta, não vou beijar, não vou ficar com você. E ele tentando, agarrando. Não tem zona cinzenta, isso é violência. E aí tem algo muito sério: ele era chefe delas. Ele tinha uma posição de poder”, declarou Cotta em outro momento da entrevista.

Antes de se tornar chefe, Melhem era um dos redatores principais dos programas de humor e do “Zorra Total”. Ele tinha o poder de escalar ou não as atrizes escrevendo os papéis para elas.

O que diz Melhem

À coluna, Melhem já havia negado as acusações e disse que colocava à disposição toda comunicação que tem arquivada, com qualquer pessoa que tenha trabalhado ou se relacionado com eles nesses anos. “Estou disposto a reconhecer meus erros, pedir desculpas e, se possível, reparar pessoas que eu tenha de qualquer forma magoado.”

Já a emissora Globo afirmou, também à coluna, que “não tolera comportamentos abusivos em suas equipes” e que o caso de Melhem foi apurado criteriosamente. “A Globo não comenta assuntos da área de compliance, mas reafirma que todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento.”

Fontes: Bhaz e Carta Capital

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.