O que acontece quando ingerimos líquido junto com a comida

Portal Raízes

Beber líquido junto com a comida está longe de ser um hábito saudável e muitas pessoas sabem disso. Porém, talvez elas não façam ideia do quanto algo aparentemente inofensivo pode alterar as funções do corpo e prejudicar a digestão.

Acontece que para o processo digestivo funcionar da maneira correta, o nosso estômago secreta um suco gástrico potente que se encarrega de dar conta do bolo alimentar. Só que, na presença de líquidos, esse ácido fica mais diluído e, portanto, menos eficaz.

“O bolo alimentar precisa estar hiperosmolar (mais concentrado) e ácido para seguir para o intestino, e isso é dificultado quando ingerimos líquido junto às refeições, uma vez que ele dilui o ácido clorídrico e algumas enzimas digestivas”, explica a nutricionista Fernanda Lopes.

Dessa forma, não só a digestão é prejudicada, como também a absorção de nutrientes e vitaminas.

Para equilibrar essa descompensação, o nosso corpo começa, então, a produzir mais gastrina para gerar mais ácido para a digestão, o que segundo explica Fernanda, demandará mais tempo para ocorrer, podendo gerar gases, flatulência e aumentar a chance de dores e lesões gástricas.

O ideal mesmo é não beber nada durante as refeições e só ingerir líquidos 40 minutos antes e uma hora e meia depois de comer.

Fonte: Catraca Livre

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.