Emocionante pedido de perdão: policiais se ajoelham e rezam com manifestantes

Portal Raízes

Quando os protestos provocados pela morte de George Floyd entraram em seu quinto dia, a mídia social se encheu de imagens e vídeos de policiais usando cassetetes, gás lacrimogêneo e balas de borracha para acalmar multidões – mas alguns esquadrões se uniram aos manifestantes para expressar seu apoio na luta contra a brutalidade policial e mostrar solidariedade ao movimento anti-racismo.

As imagens fornecidas pelo porta-voz da Miami-Dade Corrections, Juan Diasgranados, mostraram manifestantes e chefes de polícia do condado de Miami-Dade ajoelhando-se e orando com manifestantes após a morte de Floyd.

Policiais se ajoelharam durante manifesto em Coral Gables, Flórida, no sábado (30)

“Como líderes dessa profissão, devemos melhorar nosso treinamento e protocolos para que nossos esforços para construir e manter a confiança da comunidade não sejam perdidos ou ofuscados”, disse Diasgranados em comunicado por escrito.

A cena transmite um pouco de paz e de esperança por uma mudança verdadeira, policiais de diferentes departamentos participaram do protesto e se ajoelharam em solidariedade e oração com os manifestantes.

O pedido de perdão veio em forma de reconhecimento de um sistema falho e a promessa de ouvir a população. Os Chefes do Condado de Miami-Dade e os organizadores se comprometeram a continuar as discussões nesta semana para ouvir as preocupações da comunidade.per

Entenda o caso

George Floyd, negro, de 46 anos, foi morto na segunda-feira (25 de maio) por um policial de Minneapolis, que prensou seu pescoço contra o asfalto enquanto outros 3 policiais assistiam Floyd repetir que não estava conseguindo respirar. Ele havia sido detido sob suspeita de ter tentado usar uma nota falsa de US$ 20 num supermercado. Os quatro foram afastados da polícia, e o agente que prensou Floyid, Derek Chauvin, foi preso e acusado de homicídio culposo (sem intenção). Em comunicado, a família de Floyd saudou a detenção do agente, apesar “de tardia” e insuficiente.

Fontes: Forbes, Fox Wflx, Uol, Cbs12

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.