Professora brasileira está na final do “Nobel da Educação”

Portal Raízes

A professora brasileira Doani Emanuela Bertan foi para a final do Global Teacher Prize 2020.

Ela está entre os 10 finalistas da premiação – considerada o “Nobel da Educação” – promovida pela Varkey Foundation em parceria com a Unesco e homenageia educadores de vários lugares do planeta por projetos e ideias inovadoras.

Doani foi selecionada entre 12 mil inscritos, de mais de 140 países. Ela é professora de ensino bilíngue em libras e português na Escola Municipal Júlio Mesquita Filho, em Campinas, no interior de São Paulo.

O anúncio de nove, do dez finalistas, foi feito nesta quarta-feira, 4. O vencedor do Global Teatcher Prize 2020 será divulgado no dia 3 de dezembro e ganhará US$ 1 milhão em bonificação.

Última vaga

A última vaga dos 10 finalistas deve ser divulgada na semana que vem.

Outros dois professores brasileiros concorrem a ela:

Francisco Celso Freitas, professor do sistema socioeducativo do Distrito Federal e Lília Melo, que dá aulas na periferia de Belém do Pará.

Doani

A professora Doani ficou emocionada ao receber a notícia de que está no Top 10.

“Essa classificação faz todos olharem para a educação de surdos e dizer sim, os surdos são capazes, e nós professoras também somos capazes, a educação pública é capaz. Temos problemas, mas também temos muitas coisas boas. Estou super feliz e emocionada”, disse em entrevista ao ACidade ON Campinas.

Ela se destacou com o projeto Sala8, um canal do Youtube onde divulga vídeoaulas em libras e língua portuguesa das disciplinas de matemática, português, geografia e ciências.

Todas as aulas são ministradas por Doani para que alunos surdos tenham acesso à educação básica.

“Acredito que a visibilidade do Sala8 poderá contribuir com os surdos, seus familiares e professores que atuam diretamente com este público. Sabemos do tamanho do nosso país, de suas preciosidades, mas também reconhecemos os seus problemas. O canal é uma forma da linguagem de Libras, língua legítima e natural ao surdo, chegar a cada cantinho desta terra”, afirmou.

E essa não é a primeira vez que a educadora fica entre os finalistas da premiação.

Em 2017 ela concorreu com o projeto de aulas bilíngues, que promovia a interação entre ouvintes e não ouvintes.

Caso seja anunciada como a grande vencedora do Global Teacher Prize, Doani diz que pretende aplicar o prêmio na expansão do canal da internet.

“A ideia é ampliar o conteúdo, treinar e profissionalizar surdos em produção e edição de vídeos, tornar o canal uma ferramenta de inclusão e abrir portas para o mercado de trabalho”.

Fonte SNB

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.