Senhor de 71 anos canta da varanda de casa para tentar superar morte do filho

Portal Raízes

Francisco de Assis Marinho, de 71 anos, é morador de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, e é em sua varanda que acontece um show quase todos os dias. Para espantar a sua tristeza e a tristeza de quem possa interessar, Seu Francisco canta e dança com alegria para a vizinhança.

Seu Francisco conta que a música sempre fez parte de sua vida, mas que depois de perder seu filho de 15 anos em um trágico acidente, há 19 anos, passou por um longo luto, e foi apenas há 3 anos que encontrou motivos para voltar a sorrir novamente através da música.

Seu repertório é eclético, canções que vão de Altemar Dutra a Raça Negra. A música sempre foi uma paixão de Seu Francisco. Ainda adolescente, aos 18 anos, participava de cantorias com os amigos.

“Eu cantava e eles tocavam. Quando era rapaz e ia aos clubes, sempre animava a festa. Cantava e dançava. O que mais gosto é cantar e dançar. E danço muito” ressaltou Seu Francisco.

Francisco encontrou na música um jeito de espantar a tristeza, e a sua vizinhança o adora, ele diz que desde que começou já recebeu convites para tocar em bares, conheceu novas pessoas, e recebeu pedidos de pessoas que caminhavam na rua.

“Sempre animo as festas. Vou até os 90 assim. E dançando bem. Nasci com esse dom” se diverte.

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você. Siga-nos também no Instagram e Youtube.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.