Na última semana o novo hit da cantora Shakira explodiu, e o tema da música: sua polêmica separação do ex-jogador Gerard Piqué. Em ‘BZVP Music Sessions Vol #53’, a cantora faz um verdadeiro desabafo sobre a traição que sofreu, além de duras críticas ao ex-marido e sua amante.

Como Shakira descobriu a traição?

De acordo com o programa da TV espanhola Socialite, a cantora estava viajando em turnê para divulgar uma nova música, ao chegar em casa, abriu a geladeira e viu que tinha menos geleia de morango do que quando ela saiu. Os filhos não comem. O marido não gosta de geleia. Ela, que já estava desconfiada, ligou os pontos: outra mulher frequentava sua casa.

A cantora já vinha dando indiretas sobre o término em outras canções, em uma entrevista ao The Morning ao ser questionada sobre o que a cantora buscava na geladeira (no clipe Te Felicito, onde aparece a cabeça de um homem ao lado de dois potes de geleia) Shakira respondeu “a verdade”.

Foto: Reprodução clipe Te Felicito – Shakira

Os desabafos sobre o término deixam um longo rastro de indentificação nos apaixonados que já sofreram em todo o mundo “uma loba como eu não é pra caras como você” “me tornei grande demais pra você, e, por isso, você tá com uma igualzinha a você” diz trechos que inspiram superação.

Top 1

Em pouco tempo a canção atingiu o top 1 no pódio do ranking global do Spotify, e passou de 100 milhões de visualizações na primeira semana do lançamento no YouTube. Em suas redes sociais Shakira compartilha com os fãs a sua felicidade e surpresa com todo o sucesso da música “Me disseram que é a primeira música em espanhol a atingir estes números tão rápido. Preciso que alguém me belisque para ver se é verdade”.

Assista:

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.