“Um dia, minha filha, você vai me entender! Disse minha mãe” por Sandra Annemberg

Portal Raízes

“Eu me lembro bem quando minha mãe disse: Um dia minha filha você vai me entender! hoje eu entendo esse amor inexplicável, tão grande, mas tão grande que parece que o nosso peito vai explodir, quase dói né?

Eu entendo que nós vamos várias vezes ao quarto do nosso filho, para ver se ele está respirando ali enquanto dorme, e mesmo depois de uma noite mal dormida, ou às vezes não dormida, no dia seguinte a gente é capaz de trabalhar e aguentar o dia, mesmo se sentindo um zumbi, porque o filho acordou ‘sorrindo’.

Aliás, o sorriso do filho é tudo né? A gente só quer que eles sejam felizes, simples assim. Quando ficam doentes queríamos que fosse ‘conosco’, tentamos protegê-los de tudo, do mundo.

Eles não vieram ao mundo com ‘bula’ e nem tem manual para as mães de primeira viagem, é só errando que se aprende e a melhor educação que podemos dar é o exemplo, e, é só deixando que eles enfrentem as frustrações que eles vão crescer, aliás, eles crescem rápido, rápido demais, de repente a gente vira um ‘mico’, ai que ‘mico’ mãe!

Eles querem distância, eles querem ‘voar’! e não é pra isso que agente cria? Para o mundo? Olha, para a gente eles sempre vão ser os nossos bebês, mas um dia eles vão nos entender, e como dizia a minha mãe: Dia da mãe é todo dia.

Mas como é bom aquele olhar, aquele beijo, um abraço, um bilhetinho que seja num dia só nosso né?”

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.