Leticya Coelho e o modelo Neto Vicentim. Foto de Marcos Medeiros

Casais felizes ​​tendem a ficar gordinhos, diz a ciência

Portal Raízes

Começou um relacionamento e engordou? Fique tranquilo, segundo a ciência, isto é  sinal de harmonia e felicidade. Diferentes estudos têm concluído que quando mantemos uma relação estável e feliz, estamos expostos a um maior risco de ganharmos peso.  Um estudo da Universidade Metodista do Sul em Dallas, acompanhou 169 casais recém-casados ​​durante um período de quatro anos e chegou a conclusão: as mulheres e os homens ganharam peso. Outra pesquisa realizada na Universidade de Nova York também não encontrou diferenças significativas entre homens e mulheres no que diz respeito ao ganho de peso quando estes mantiveram um relacionamento estável sem pretensões de separação.

Os pesquisadores concordam que são precisamente os relacionamentos mais satisfatórios e felizes que promovem um ganho de peso maior porque o casal não está pensando num possível divórcio e que, assim, não precisam se importar com aparência, uma vez que já conquistou seu objeto de desejo.

Essas descobertas alertam para o fato de que as pessoas estão pensando sobre seu peso somente em termos de aparência em vez de saúde.

Por que o amor engorda?

Os pesquisadores apontam que, em muitos casos, porque as pessoas se adaptam aos hábitos de vida do outro, que nem sempre são as mais saudáveis.

É que eles costumam fazer mais refeições juntos. Segundo a pesquisa, quando casais jantam e almoçam juntos, os dois costumam comer mais. Além disso, quem considera pedir um divórcio tende a se preocupar mais com o peso: já que pensam na solteirice, melhor dar um trato no visual.

Também foi observado que os casais costumam gastar mais tempo e esforço para a preparação de refeições. Se vivem sozinhos fazem lanches rápidos, mas se vivem juntos preparam almoços e jantares copiosos, com sobremesa e/ou álcool incluído. Na vida conjugal, a comida desempenha um papel importante, porque é também o tempo para estarem juntos.

Quando as prioridades mudam, menos tempo é dedicado aos cuidados pessoais. E é normal em um relacionamento os casais quererem passar mais tempo um com o outro, o que pode levar um ou os dois a abandonar ou negligenciar o exercício físicos e abraçar um estilo de vida menos ativo.

Na verdade, os pesquisadores  observaram que os casais que engordam normalmente seguem um padrão: após o período de namoro, em que ambos frequentam bares e restaurantes,  vão morar juntos e muitas vezes passam a organizar grandes jantares e passam mais fins de semana em casa, assistindo filmes e comendo guloseimas no sofá. Obviamente, esse padrão massivo é a chave para o ganho de peso.

No entanto, o ganho de peso não acontece somente por causa da mudança no estilo de vida e hábitos alimentares, também por causa da sensação de relaxamento. Depois de namoro, quando temos um relacionamento estável, nos sentimos mais apoiados, seguros, confiantes e relaxados, assim, reduzindo o estresse e tensão, o apetite pode aumentar muito.

Deve ser esclarecido que estes resultados refletem apenas uma tendência geral, muitas pessoas continuam a cuidar de seu estilo de vida enquanto se envolve em um relacionamento. Na verdade, para alguns, pode ser muito positivo, porque a influência de outro pode incentivá-lo a praticar mais atividade física e alimentação saudável.

Texto de Jennifer Delgado – Extraído de Rincon de la Psicología – Tradução e livre adaptação: Portal Raízes

Capa: Leticya Coelho e o modelo Neto Vicentim. Foto de Marcos Medeiros

Fontes:
Meltzer, A. L. et. Al. (2013) Marital satisfaction predicts weight gain in early marriage. Health Psychol; 32(7):824-827.
Dinour, L. et. Al. (2012) The Association between Marital Transitions, Body Mass Index, and Weight: A Review of the Literature. Journal of Obesity; 294974.
Brown, W. J. et. Al. (2010) Effects of having a baby on weight gain. Am J Prev Med; 38(2):163-170.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Portal Raízes
Portal Raízes Jornalismo Cultural

COMENTÁRIOS