A cena emocionante onde o choro foi real e as atrizes precisaram ser amparadas

Portal Raízes

Na última terça-feira (29), foi ao ar uma das cenas mais esperadas da novela da Rede Globo, A Dona do Pedaço. Maria da Paz (Juliana Paes) finalmente descobriu que Vivi Guedes (Paolla Oliveira) é sua sobrinha. Em uma entrevista para o Jornal Extra, Juliana contou que foi difícil conter a emoção.

“Pedi uma cadeira, porque não estava conseguindo ficar de pé. Houve um momento mágico nessa cena. Eu já a tinha estudado, mas refazendo percebi o quanto foi prazeroso dizer para Vivi o nome da mãe dela e contar o quanto ela era corajosa. Minha boca encheu d’água para contar isso a ela”, contou a atriz.

Paola endossou.”Era um encontro esperado por nós também. A gente vai relembrando a trajetória das personagens e revivendo um pouco de tudo para chegar na emoção esperada para esse encontro. Foi uma delícia fazer uma cena tão delicada como essa. Era um pedaço da história delas que faltava”, disse ela ao jornal Extra.

Juliana destacou que embora tenha facilidade de deixar a emoção fluir, em determinados momentos ela opta por seguir seus instintos.

“As pessoas me reconhecem pelo meu lado mais passional, sou uma atriz intuitiva, gosto de me jogar em cena. E raramente erro ao confiar nisso. Então, outro momento da cena que me arrepiou foi Vivi contar dos gritos na praia, quando a mãe dela a mandou correr para não ser morta. Maria da Paz não sabia, nunca tinha escutado esse relato.

Ela ouvir isso da boca da sobrinha me bateu fresco, doído”. No perfil oficial de Vivi Guedes, foi publicado uma foto em que as duas aparecem com os olhos cheios de lágrimas e a legenda: “Seguimores, vocês não vão acreditar, a Maria da Paz é minha tia! Estamos muito emocionadas e depois volto para explicar melhor o que está acontecendo”. Você pode assistir a reprise da cena na Globo Play.

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.