A vacina de Oxford com AstraZeneca faz o que promete, diz pesquisa

Portal Raízes

De acordo com informações extraídas do site da Universidade Bristol, a vacina desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Oxford junto com a empresa farmacêutica AstraZeneca é apontada por especialistas do mundo todo como uma das mais promissoras para combater a pandemia de SARS-CoV-2, que já tirou mais de 160 mil vidas no Brasil. Os primeiros dados sobre a sua eficácia e segurança em larga escala, com base em uma testagem que acontece nos Estados Unidos, no Reino Unido e no Brasil, devem ser divulgados antes do final do ano.

O pesquisador e virologista David Matthews, da Universidade de Bristol, traz uma notícia positiva ao afirmar que a vacina está fazendo tudo que era esperado, o que é positivo para o combate ao coronavírus. “Este é um estudo importante, pois podemos confirmar que as instruções genéticas que sustentam a vacina, que está sendo desenvolvida o mais rápido possível com segurança, são seguidas corretamente quando entram em uma célula humana. Até agora, a tecnologia não foi capaz de fornecer respostas com tanta clareza, mas agora sabemos que a vacina está fazendo tudo o que esperávamos e isso é apenas uma boa notícia em nossa luta contra a doença”, disse o pesquisador.

Quando a vacina contra o coronavírus chega ao Brasil?

Conforme Antônio Barra Torres, diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), afirmou que o Brasil deve ter uma vacina contra Covid-19 aprovada e pronta para uso da população no primeiro semestre de 2021 em entrevista à agência da notícias Reuters na última quinta-feira (29/10).

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.