Quando algumas pessoas estão se sentindo sobrecarregadas ou estressadas, elas podem tentar ioga, atenção plena ou até mesmo uma massagem, mas para outras, limpar o pó das prateleiras, limpar a cozinha ou mesmo organizar o armário é igualmente benéfico para a saúde mental. Na verdade, para algumas pessoas, a simples visão de uma casa limpa e organizada pode ajudá-las a relaxar e desestressar, mesmo depois de um dia cansativo:

“Uma casa desorganizada desencadeia estresse, porque há uma grande quantidade de informações e coisas a fazer. Uma pessoa que é muito caótica acaba sendo mais ansiosa. E mesmo que esse estresse seja sutil, com o tempo ele desencadeia alguns sintomas físicos e emocionais”, explica a psicóloga Marilene Kehdi (capa).

Impacto negativo da desordem e bagunça

Manter sua casa limpa e participar do processo de limpeza é bom para você. Na verdade, a pesquisa mostra que a limpeza – ou a falta dela – pode ter um impacto direto na saúde mental. Uma análise mais detalhada do impacto da limpeza na saúde mental, incluindo os benefícios da limpeza e como incorporar uma programação de limpeza em sua vida, foi publicada no Jornal de Personalidade e Psicologia Social, da Universidade da Califórnia. A análise foi feita com casais com filhos mostra que as mulheres que afirmam ter uma casa suja e bagunçada têm níveis aumentados de cortisol, o hormônio do estresse. Nos que não percebiam a desordem, grupo que inclui a maioria dos homens, os níveis do hormônio caíam ao longo do dia.

Outra pesquisa, da Universidade de New South Wales, na Austrália, que saiu na publicação científica Ambiente e Comportamento indica que cozinhas desorganizadas e com coisas para limpar, podem conduzir as pessoas a se descontrolarem com a comida — passaram a comer mais.

A desordem pode contribuir para a depressão

Por exemplo, um estudo publicado no “Boletim de Psicologia Social e Personalidade” descobriu que as mulheres que descreviam seus espaços residenciais como desordenados ou cheios de projetos inacabados tinham mais probabilidade de ficarem fatigadas e deprimidas do que as mulheres que descreviam suas casas como repousantes e restauradoras. 1 Os pesquisadores também descobriram que as mulheres com casas bagunçadas ou desordenadas tinham níveis mais elevados de cortisol.

A desordem pode levar à redução do foco, confusão e tensão

Enquanto isso, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Princeton descobriu que a desordem pode dificultar o foco em uma tarefa específica. Mais especificamente, eles descobriram que o córtex visual de uma pessoa pode ser sobrecarregado por objetos não relacionados a uma tarefa específica, tornando mais difícil focar e completar projetos com eficiência.

De certa forma, a desordem e a bagunça estão ligadas a emoções negativas, como confusão, tensão e irritabilidade, enquanto uma casa organizada tende a produzir emoções mais positivas, como calma e uma sensação de bem-estar.

Para o cérebro, a desordem representa negócios inacabados e essa falta de integridade pode ser altamente estressante para algumas pessoas. Esse fato é especialmente verdadeiro quando as pessoas têm preocupações significativas pressionando suas vidas.

A desordem e a bagunça podem criar mais estresse e ansiedade, mas ao limpar, organizar e reduzir a desordem, as pessoas são capazes de assumir o controle de seu ambiente e criarem um espaço mais relaxante, capaz de lhes ajudar a se concentrarem melhor nas questões mais urgentes em suas vidas.

Benefícios da limpeza e organização

Pesquisas descobriram que a limpeza pode ter vários efeitos positivos em sua saúde mental. Por exemplo, ajuda você a ter um senso de controle sobre o ambiente e a envolver sua mente em uma atividade repetitiva que pode ter um efeito calmante.  Também foi descoberto que melhora o humor de uma pessoa, além de proporcionar uma sensação de realização e satisfação. Existem vários motivos pelos quais a limpeza pode ajudá-lo a desestressar . Aqui está uma visão geral de alguns dos benefícios de limpar e organizar sua casa ou escritório:

A limpeza pode beneficiar a saúde integral

Uma casa limpa também afeta sua saúde física. De acordo com um estudo de NiCole Keith, cientista pesquisadora e professora da Universidade de Indiana, pessoas com casas limpas tendem a ser mais saudáveis ​​do que aquelas com casas bagunçadas ou bagunçadas. Na verdade, a limpeza é um indicador de boa saúde física, mental e emocional.

Você terá o controle do seu ambiente

Quando as pessoas sentem que suas vidas estão fora de controle ou estão lutando com algumas incertezas, a limpeza pode ser uma forma de afirmar algum controle sobre suas vidas. A limpeza dá às pessoas uma sensação de domínio e controle sobre o ambiente.

Na verdade, um estudo da Universidade de Connecticut descobriu que em tempos de alto estresse, as pessoas adotam comportamentos repetitivos, como limpar, porque isso lhes dá uma sensação de controle durante um período caótico.

Além do mais, a desordem e a desorganização podem distrair muito e dificultar o foco ou a conclusão de outros projetos, e você pode começar a se sentir preso em uma rotina. Portanto, se você está sentindo necessidade de limpar e organizar quando está estressado, sua mente e seu corpo provavelmente estão procurando uma maneira de trazer alguma ordem ao seu ambiente.

Você ficará de bom humor

Além dos benefícios de ter uma casa mais limpa, a relação entre uma casa limpa e a saúde mental pode ajudá-lo a reduzir sua ansiedade. Por exemplo, um estudo publicado na revista Mindfulness , descobriu que as pessoas que estavam atentas ao lavar os pratos – em outras palavras, elas se deram ao trabalho de cheirar o sabonete e absorver a experiência – relataram uma redução de 27% no nervosismo, junto com uma melhoria de 25% na “inspiração mental”.

Além do mais, estudos descobriram que ter lençóis limpos e arrumar a cama estão associados a uma noite de sono melhor. E, quando você descansa mais, isso proporciona uma série de benefícios para a saúde mental, incluindo uma melhora do humor.

Além disso, a associação americana que estuda a ansiedade e a depressão, indica que a atividade física de limpeza, juntamente com o resultado final de uma casa mais limpa, ajudam a reduzir o estresse, a sensação de ansiedade e os sintomas depressivos. A limpeza também pode reduzir a fadiga e melhorar a concentração.

A hora da faxina é um excelente exercício para manter o foco

Quando sua casa está desordenada, bagunçada ou excepcionalmente suja, o caos que a bagunça cria pode afetar sua capacidade de se concentrar. A desordem também limita a capacidade do cérebro de processar informações. Na verdade, os pesquisadores descobriram que as pessoas são menos irritadas, menos distraídas, mais produtivas e mais capazes de processar informações com uma área de trabalho organizada e organizada. 2

Se você estiver tendo problemas para se concentrar em um projeto, você pode tentar organizar seu espaço de trabalho primeiro. Você pode descobrir que dedicar apenas alguns minutos para organizar suas coisas e limpar qualquer bagunça pode tornar mais fácil para você se concentrar e concluir seu trabalho.

Limitar o número de bens que você possui pode ter o mesmo impacto porque reduz o número de coisas que disputam a atenção do seu cérebro.

Como incorporar os benefícios da prática da casa limpa para a vida?

Talvez você esteja lutando contra a depressão, acaba de ter um novo bebê ou apenas tenha uma vida caótica, o conceito de limpeza e organização pode parecer uma tarefa opressiva e que está simplesmente fora de seu alcance. Na verdade, muitas pessoas lutam para saber se a limpeza deve ou não ser uma prioridade. Mas, ao ler este estudo, você descobre que ter um ambiente mais limpo, melhora o seu humor e torna sua vida mais tranquila. Por isso vale muito a pena pensar nestas ideias sobre como incorporar a limpeza em sua vida. Confira:

1 – Comece com meio passo

A maioria das pessoas adia a limpeza porque a tarefa parece grande demais para ser realizada. Mas, em vez de esperar colocar a casa inteira em ordem em um fim de semana, comece aos poucos e faça apenas um pouquinho a cada dia. Em outras palavras, comprometa-se a fazer alguma coisa em sua casa ou apartamento todos os dias e, antes que você perceba, seu ambiente ficará muito mais limpo e menos estressante.

Por exemplo: um dia você pode ver todas as suas correspondências. No dia seguinte, você pode limpar o banheiro e lavar a pia do banheiro. No dia seguinte, você pode limpar o balcão da cozinha e, no dia seguinte, pode pegar todas as roupas espalhadas pela casa e colocá-las em um cesto de roupa suja.

A chave é, que você não torne sua lista de tarefas maior do que o que você pode manipular mentalmente ou você apenas aumentará seu estresse em vez de reduzi-lo.

2 – Defina um cronômetro

Outra opção para iniciar uma rotina de limpeza é definir um cronômetro e ver quanta limpeza você pode fazer naquele período. Ou você pode usar o método de bloqueio de tempo para agendar e gerenciar sua limpeza.

Por exemplo, reserve 15, 20 ou até 30 minutos para limpar, defina um cronômetro e comece na área de estar principal de sua casa. Comece pegando coisas que estão no chão ou na mesa de centro e guarde-as. Quando o cronômetro desligar, você encerrou a tarefa do dia. Se preferir, você pode começar em um quarto, em vez da sala de estar. Desta forma, a sua limpeza o ajudará a criar um ambiente mais tranquilo que o ajudará a dormir melhor naquela noite.

Mesmo que definir um tempo para alguns minutos possa não parecer muito tempo, você pode realizar muito mais do que pode imaginar. Além disso, você não está se sobrecarregando pensando que precisa dedicar três horas do seu sábado à limpeza. Você consegue o que pode fazer e então passa para outra coisa.

3 – Delegue responsabilidades a outros membros da casa

Todas as pessoas que residem uma casa têm direitos e obrigações. E o direito de viver em uma casa limpa começa com todos cumprindo a obrigação de limpá-la e mantê-la limpa. Nenhuma pessoa que reside á casa tem privilégios ou pode considerar que suas ações são ajudas ou virtudes. De modo algum. Em toda casa deve existir regras construídas por todos os membros, desde os menores. Conheça a tabela Montessori que traz dicas de tarefas para serem realizadas por crianças em suas respectivas idades.

4 – Peça ajuda a amigos e familiares

Embora possa ser difícil pedir ajuda, a maioria das pessoas está disposta a ajudá-lo se você pedir. Portanto, pergunte a um amigo ou membro da família se eles podem lhe ajudar a se organizar. Além disso, é muito mais fácil lidar com grandes projetos quando você tem a ajuda de outras pessoas. Ou, se você tiver espaço no seu orçamento, também pode considerar a possibilidade de contratar alguém para limpar sua casa uma ou duas vezes por mês.

Quando a limpeza se torna uma compulsão

Embora não haja nada de errado em ser uma aberração por limpeza e procurar limpar seus nervos e desestressar, isso se torna um problema quando sua limpeza e necessidade de ordem em sua casa começam a se tornar uma compulsão.

Por exemplo, se você não quiser sair com seus amigos ou cancelar planos porque não terminou todas as tarefas de limpeza do dia ou da semana, isso pode ser um sinalizador de que seu desejo de uma casa limpa se tornou um compulsão.

Da mesma forma, a limpeza pode se tornar um problema se estiver afetando sua saúde física, for um pouco obsessiva ou interferir em sua agenda, como atrasá-lo para o trabalho ou a escola.

Se não tiver certeza se seus hábitos de limpeza são construtivos ou quase compulsivos, converse com seu médico ou profissional de saúde mental para obter orientação. Um terapeuta pode ajudá-lo a determinar quais comportamentos são saudáveis ​​e quais podem precisar ser alterados. Eles também podem fornecer outros mecanismos de enfrentamento para depressão, ansiedade ou estresse.

Em suma:

Se a limpeza e a organização ajudam a aliviar seu estresse, reduzir sua ansiedade e melhorar seu humor, então, por favor, pegue seus utensílios de limpeza e comece. Afinal, uma casa bagunçada ou bagunçada pode ser uma distração. Apenas certifique-se de que seus hábitos de limpeza não sejam uma muleta. Você não quer depender apenas da limpeza para dar ordem e previsibilidade à sua vida.

Há momentos em que as coisas não saem conforme planejado e você não consegue limpar. Portanto, você precisa ter outras ferramentas em seu arsenal para desestressar e descontrair.

Por outro lado, se você está lutando contra a depressão ou outro problema de saúde mental e deseja uma casa limpa e organizada, mas simplesmente não tem energia para fazê-lo, tente começar aos poucos. Mesmo que isso signifique apenas pegar todas as roupas do chão em um dia e carregar a máquina de lavar louça no dia seguinte, dar pequenos passos para limpar seu ambiente vai parecer mais gerenciável e menos opressor.

E, mais importante, pode até melhorar seu humor ter dado um pequeno passo para organizar e limpar seu ambiente.

Da redação de Portal Raízes. Editado a partir dos estudos da cientista NiCole Keith e outros estudos e pesquisas citados no artigo. As informações contidas neste artigo são apenas para fins informativos. Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos, e não se esqueça de comentar. Pois isto contribui para que continuemos trazendo conteúdos incríveis para você. Siga o Portal Raízes também no FacebookYoutube e Instagram.

RECOMENDAMOS






Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.