Morre, aos 64 anos, ator e diretor Jorge Fernando

Portal Raízes

De acordo com a colunista Lu Lacerda, do site IG, o ator e diretor Jorge Fernando morreu na noite deste domingo, no hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, em decorrência de um aneurisma cerebral, aos 64 anos. Segundo um amigo da família, o diretor deu entrada no hospital na parte da tarde após se sentir mal.

“Luto: o querido ator e diretor Jorge Fernando morreu há poucos minutos, de aneurisma, no Copa Star”, publicou Lu Lacerda em seu perfil pessoal.

Jorge foi conhecido pela vasta gama de facetas artísticas, principalmente na área do humor. Começou como ator na novela “Ciranda, Cirandinha”, em 1978, de lá pra cá atuou em várias novelas de sucesso como Vamp, Era uma Vez, Chocolate com Pimenta e Caras & Bocas. Mas foi como diretor que Jorge se destacou, com impactantes e inovadoras novelas das 19h nos anos 80, principalmente escritas por Silvio de Abreu e Cassiano Gabus Mendes.

Em 2016, sofreu uma pancreatite e, em seguida, um acidente vascular cerebral (AVC), mas tinha se recuperado. O último trabalho de Jorge Fernando foi como diretor da novela Verão 90, da Rede Globo, que chegou ao fim em julho. Ele também planejava voltar com o espetáculo Boom no próximo ano.

“O AVC fez com que a valorização que eu sempre tive da vida se fortalecesse ainda mais. Ao acordar, agradeço sempre pelo meu dia. Esse exercício de agradecer por estar vivo, de gratidão pelas coisas boas, o AVC deixou mais forte em mim”, disse em entrevista recente.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.