Morre Marie Fredriksson, vocalista do Roxette, aos 61 anos

Portal Raízes

Marie Fredriksson, cantora sueca dona de uma voz incrível que ficou conhecida como a voz do Roxette, faleceu ontem aos 61 anos de idade. Em 2002, Marie foi diagnosticada com um tumor no cérebro após desmaiar dentro de casa. Desde então, ela lutava contra o câncer, o que a fez ficar mais distante dos holofotes. Mesmo com todas as dificuldades e sequelas do tumor, a cantora continuou a criar e se esforçar para apresentações.

Em 2016, o Roxette lançou seu último disco, “Good Karma”, que obteve bons resultados comerciais. No mesmo ano, a dupla chegou a se reunir para uma turnê em comemoração aos seus 30 anos, mas parte dos shows teve que ser cancelado por causa da saúde da vocalista.

Marie Fredriksson e Per Gessle criaram o Roxette em 1986. Com o segundo disco, “Look sharp”, a dupla alcançou sucesso para além da Suécia. Durante os anos 1980 e 1990, a dupla virou um fenômeno graças a suas baladas românticas.

“O tempo passa tão rápido. Não faz tanto tempo, passávamos dias e noites no meu pequeno apartamento compartilhando sonhos impossíveis. E que sonho nós eventualmente pudemos dividir! Eu tive a honra de conhecer o seu talento e generosidade. Todo o meu amor vai para você e sua família”, escreveu Per Gessle em suas redes sociais.

Relembre o hit mais conhecido da dupla, It Must Have Been Love:

Mesmo Depois de anos lutando contra o câncer, Marie mantinha uma performance incrível:

Com informações de O Globo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão.As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores.A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.