‘Você tem inveja disso aqui [minha cor]’ as ofensas dirigidas a esse motoboy são inacreditáveis

Portal Raízes

A internet, atualmente, tem sido testemunha de várias denúncias de crimes inacreditáveis de racismo. Nesta sexta-feira (7) começou a circular um vídeo onde um entregador que trabalha para aplicativos sofreu agressões verbais e racismo por parte de um morador de condomínio, em Valinhos (SP). No vídeo, o agressor diz, através de gestos, além de várias ofensas, que o rapaz sente inveja de sua pele branca.

O profissional registrou um boletim de ocorrência para denunciar as agressões e o crime de racismo. Segundo informações do G1, o caso aconteceu no dia 31 de julho, na ocasião, a Guarda Municipal foi chamada e encaminhou todos para a Delegacia de Valinhos. O condomínio fica no bairro Chácaras Silvania.

As ofensas ao entregador são inacreditáveis, o agressor o chamou de “semianalfabeto”; e repetia que ele tem inveja da vida que as pessoas que moram no condomínio dele; e diz que o profissional não tem onde morar nem “nunca vai ter” nada do que ele estava mencionando. O vídeo foi gravado por um vizinho.

O profissional disse que a confusão começou por um problema no interfone do condomínio, e que esta seria a segunda vez que fazia entrega no local, e que na primeira vez também tinha tido problemas com a grosseria do morador, por ter se perdido do endereço.

“Eu falei pra ele que ele não podia fazer mais isso porque ninguém gostava desse tipo de atitude. O que ele faz é pra se mostrar superior as pessoas. Teve um momento que ele cuspiu em mim, jogou a nota no chão e disse que eu era lixo. Na frente da polícia, ele continuou com as agressões, me chamou de favelado”, disse o entregador.

Veja o vídeo:

Nas redes sociais a mãe do entregador publicou em defesa do filho, e falou a respeito do agressor “Mesmo tendo dinheiro pra comprar tudo o que quiser, jamais comprará a educação o respeito, pois isso vem de berço e o dinheiro não compra jamais”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.