Todos pais e mães querem, a todo custo, a felicidade de seus filhos, querem que eles não tenham dificuldades e tenham uma vida cheia de satisfação. Por isso, nos dedicamos com segurança a preparar nossos filhos para enfrentar um mundo cheio de obstáculos, mas nesse processo árduo podemos nos perder e buscar a perfeição neles, exigindo muito deles.

Muitas demandas

O portal Eres Mamá explica que “para muitos pais e mães, a preparação adequada de seus filhos implica que tenham notas excelentes, que saibam tocar um instrumento com maestria, que sejam prodígios em algum esporte, que sejam higiênicos, educados, que sempre se comportem bem, que comam tudo que é colocado no prato, que façam a lição de casa… Que sejam bons filhos, e por que não, que sejam filhos perfeitos”.

“Você já sabe: a competição é dura, mesmo às vezes a dureza dessa luta é vista entre os pais. Parece que alguns competem para ver quem cria melhor seus filhos, e nesse tipo de batalha se mede quem tem os melhores filhos, quais crianças estão mais preparadas para este mundo moderno”.

As crianças devem poder serem crianças

Nesse esforço de prepará-los bem para enfrentar o mundo que os espera na vida, nós, pais, esquecemos que as crianças querem ter mais tempo para dormir do que o necessário, para brincar de pijama, sujar-se no parque, fazer amigos, enfim, viver cada etapa de sua infância sem se antecipar.

Em particular, neste momento, os pais querem filhos maduros que atendam a todas as demandas da sociedade e não levam em conta que cada criança é diferente e amadurecerá de acordo com seu modo de ser e suas experiências.

Leia mais:

Traduzido de Nuve Mujer, por Portal Raízes

RECOMENDAMOS






As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.