Paulo Gustavo, que nos fez rir e orar, agora apresenta recuperação das funções pulmonares, diz boletim

Portal Raízes

Um novo boletim médico do ator Paulo Gustavo foi divulgado na tarde desta segunda-feira (19) por sua assessoria de imprensa. O documento diz que o estado de Paulo ainda é grave, mas que ele segue apresentando melhora. O ator e humorista de 42 anos está internado no Rio desde 13 de março para se tratar da Covid-19.

“Felizmente, não surgiram novas complicações nos últimos quatro dias. O quadro clínico do paciente, embora ainda preocupante, é de estabilidade, com alguns sinais mais evidentes de recuperação das funções pulmonares. Também verificamos boa responsividade aos pequenos estímulos”, diz trecho do boletim. O documento afirma ainda há necessidade de uso da ECMO (terapia de oxigenação por membrana extracorpórea), assim como a ventilação mecânica.

Depoimento emocionado de amiga Susana Garcia

A boa notícia da equipe médica se junta ao depoimento que a diretora Susana Garcia, amiga de Paulo, postou em uma rede social também nesta segunda. Ela conta que “conversou” com o ator e que ele deu sinais de reação durante uma visita no domingo (18). Confira o post dela no Instagram.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.