Usar máscara e manter distanciamento pode reduzir chance de ter caso grave de Covid

Portal Raízes

Segundo um recente estudo feito com base em análise de 508 soldados na Suíça, o distanciamento social e o uso de máscaras pode influenciar na gravidade da infecção da Covid-19. Já sabemos que essas duas precauções diminuem a chance de se infectar, mas o que o estudo revelou foi que possivelmente a pessoa que contrai o vírus tomando todas essas medidas, tem menos chance de desenvolver o caso grave da doença.

A pesquisa realizada analisou dois grupos de soldados com, em média, 20 anos de idade e características físicas similares. O primeiro grupo, de 354 pessoas, foi infectado antes da implementação do distanciamento social nas acomodações – 30% deles tiveram a Covid-19 e apresentaram sintomas. No segundo grupo, com 154 pessoas, as medidas já estavam aplicadas. Nenhum soldado desenvolveu os sintomas da doença, mesmo com a detecção do vírus em amostras de RNA e testes sorológicos.

“Essa descoberta sugere que a redução da carga viral pode não apenas levar a uma probabilidade reduzida de infecção, mas também pode causar uma infecção assintomática, além de poder induzir a uma resposta imunológica em uma parte dos infectados”, escreverem os autores.

O biólogo e pesquisador brasileiro, Atila Iamarino, formado em microbiologia e doutor em virologia, fez um vídeo contando a novidade de forma bem esclarecedora. Confira:

De acordo com informações do Bem Estar, a pesquisa, no entanto, por usar um grupo de jovens saudáveis, alerta para o fato de os resultados não poderem ser transferidos para os grupos de risco – principalmente a população idosa e com comorbidades, como obesidade.

__

Se você gostou do texto, curta, compartilhe com os amigos e não se esqueça de comentar, isso nos ajuda a continuar trazendo conteúdos incríveis para você. Siga-nos também no Instagram e Youtube.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.