Morte de idosos por Covid-19 é bom para a economia diz superintendente do MS

Portal Raízes

“É bom que as mortes se concentrem entre os idosos… Isso melhorará nosso desempenho econômico”, afirmou Solange Vieira, superintendente da Superintendência de Seguros do Ministério da Saúde.

A fala teria sido em reunião fechada em março/2020 da qual participou o epidemiologista Julio Croda, que integrava equipe do Ministério da Saúde. Ele relatou a frase ao Estadão e a matéria foi publicada pela agência internacional ‘Reuters’.

Não por acaso, Vieira participou ativamente da articulação da Reforma da Previdência que acabou com a aposentadoria de milhões de brasileiros no ano passado e é considerada a mãe do fator previdenciário.

Os idosos são considerados o primeiro grupo de risco da doença. Segundo o Ministério da Saúde, pessoas com mais de 60 anos representam 69% das mortes até agora e tendo em vista a grande subnotificação, os números podem ser maiores ainda. Mas de acordo com Solange Vieira, a concentração da Covid-19 principalmente em idosos pode ser positiva para melhorar o desempenho econômico do Brasil ao reduzir o rombo nas contas da Previdência.

“Não se preocupem, este coronavírus mata apenas os idosos” – “Se tivermos que escolher entre um jovem ou um idoso para salvar,  precisaremos escolher quem tem mais chance de sobrevivência”.  Estas são algumas das terríveis frases que temos ouvido de governantes desalmados e autoridades da área da saúde.

Tal notícia nos faz relembrar o caso do ator Flávio Migliaccio, que optou pelo autoextermínio, aos 85 anos, deixando uma carta para família onde revelou sua tristeza pelo descaso em que os idosos são tratados no Brasil.

Essa desconsideração para com os idosos é fruto da pós-modernidade.  Nestes tempos hedonistas, os idosos são considerados os novos desvalidos do mundo. Uma parte considerável da população julgada improdutiva e dispendiosa, que os governos do mundo todo, são obrigados, por causa dos Direitos Humanos, a suster. Sustento este que deveria (porque há condições) ser digno, honroso, altruísta e eficiente em termos gerais. Entretanto, não é nada disso que se pratica por aqui.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS





Portal Raízes
Humanismo, sociologia, psicologia, comportamento, saúdes: física, mental e emocional; meio ambiente, literatura, artes, filosofia. Nossos ideais estão na defesa dos direitos humanos, das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs... Combatemos com veemência o racismo, o machismo, a lgbtfobia, o abuso sexual e quaisquer tipos de opressão. As publicações do Portal Raízes são selecionadas com base no conhecimento empírico social e cientifico, e nos traços definidores da cultura e do comportamento psicossocial dos diferentes povos do mundo, especialmente os de língua portuguesa. Nossa missão é, acima de tudo, despertar o interesse e a reflexão sobre a fenomenologia social humana, bem como os seus conflitos interiores e exteriores. A marca Raízes Jornalismo Cultural foi fundada em maio de 2008 pelo jornalista Doracino Naves (17/01/1949 * 27/02/2017) e a romancista Clara Dawn.